Site Autárquico - Câmara Municipal de Faro

Ir para conteúdo

Muralha/Arco do Repouso

Edificação Notável  -

 

A entrada a nascente às muralhas medievais,  para quem vinha de terra, fazia-se através de uma porta em cotovelo, designada  Arco do Repouso (por Afonso III aí ter repousado).

Esta entrada foi reforçada com duas torres albarrãs no século XIII, de origem almóada cuja finalidade era a defesa de uma das entradas mais vulneráveis da cidade.

A sua inovação defensiva passa pelo aparecimento da noção de contra-ataque passivo em que quem se aproximasse do pano de muralha ou da porta era arrematado pelas costas. Esta situação verificava-se devido ao avanço que as torres têm em relação à muralha.

Esta porta está associada à Conquista de Faro pelos Cristãos comandados por Afonso III, em 29 de março de 1249, e sobre a qual existe uma lenda que nos indica que a tomada de Faro se fez de uma forma pacífica, sem batalhas sangrentas.

Reza a lenda que um cavaleiro cristão e a princesa moura se apaixonaram. Devido a isso, a moura foi acusada de traição pelo seu pai, o governador árabe, e por isso enfeitiçada e condenada a ficar para sempre naquele local. 

 

Ficha Técnica 

Classificação

Edificação Notável

Encomenda

Yahya ibn Bakr, governador islâmico (muralhas); Almohadas

Autor/es

Desconhecido

Data de construção/reconstrução/outras intervenções

Séc. IX (muralhas); XIII (torres albarrãs)

Tipologia

Arquitetura militar/Fortaleza

  

Morada:
Rua do Repouso
8000-302 Faro
37º0'48.48''N 7º55'58.78''W
Tel. (+351)289 870 870
E-mail: geral@cm-faro.pt
Website: www.cm-faro.pt