Site Autárquico - Câmara Municipal de Faro

Ir para conteúdo

Universidade do Algarve vai fazer estudo para criar museu na antiga Tipografia União

Universidade do Algarve vai fazer estudo  para criar museu na antiga Tipografia União

Noticias

28 de maio 2021

O Município de Faro assinou no passado dia 26 de maio o contrato de adjudicação do estudo, a realizar pela Universidade do Algarve (Ualg), para criação do Núcleo Museológico da Antiga Tipografia União, em Faro.
Os trabalhos, que terão um custo de 33.589,81 euros suportado pela autarquia, vão ter três fases para a sua execução: na primeira será feita a recolha e inventariação do espólio documental e industrial, com a identificação de medidas de conservação e de preservação necessárias e orçamentação, trabalhos estes que decorrerão com o apoio da equipa técnica do Museu Municipal de Faro. Esta primeira fase tem uma duração prevista de quatro meses.
Uma segunda fase prevê a realização do estudo de criação do Núcleo Museológico do Mundo da lmprensa a Sul, nomeadamente a conceptualização do local, investigação sobre o espólio e definição de uma narrativa expositiva. Serão feitas entrevistas e questionários para identificar os destinatários deste espaço, bem como a definição de uma proposta de experiência a proporcionar na visita. O tempo de realização destes trabalhos está estimado em sete meses.
A terceira fase vai focar-se na apresentação dos resultados e discussão dos mesmos e do modelo de gestão do espaço com os agentes locais.
A autarquia, por sua vez, envolver-se-á na realização dos trabalhos associados a esta iniciativa e integrados no projeto “Print Culture Lab: heritage and development, an integrated perspective”, assim como na produção de edições, infraestruturas digital, materiais audiovisuais, programas multimédia e exposições temáticas, bem como na promoção de iniciativas (ações de formação, cursos, encontros e reuniões de caráter cientifico) que permitam a divulgação do projeto.
A criação deste Núcleo Museológico foi protocolada em Dezembro de 2020,envolvendo três entidades: o Município de Faro, a Diocese do Algarve e a UAlg, num esforço de colaboração que pretende salvar um espólio importante e para a dinamização de mais um espaço cultural da cidade.
Este projeto está em harmonia com a Estratégia Regional de Investigação e Inovação para a Especialização Inteligente do Algarve (2014-2020), com a Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável da ONU, bem como o que foi definido na Convenção Quadro do Conselho da Europa relativa ao valor do património cultural para a sociedade (2005) e na Convenção para o Património Mundial, Cultural e natural da UNESCO (1972).