Site Autárquico - Câmara Municipal de Faro

Ir para conteúdo

Bombeiros combateram incêndio na freguesia de Montenegro

Bombeiros combateram incêndio na freguesia de Montenegro

Noticias

Fogo que deflagrou de madrugada junto ao Caminho das Avestruzes não provocou quaisquer vítimas ou perda de bens materiais

18 de agosto 2021

O Município de Faro informa que esta madrugada deflagrou um incêndio, cerca das 02h00, junto ao Caminho das Avestruzes, na zona das Pontes de Marchil, freguesia de Montenegro. O fogo, que incidiu numa zona de pasto e canavial, foi prontamente combatido por 34 operacionais de várias corporações de Bombeiros e não provocou quaisquer vítimas ou perda de bens materiais.
Ao todo estiveram envolvidos no combate às chamas operacionais das corporações dos Bombeiros Sapadores de Faro, Associação Humanitária de Bombeiros de Faro Cruz-Lusa, Bombeiros Voluntários de São Brás de Alportel, Bombeiros Municipais de Olhão e Bombeiros Voluntários de Albufeira. Estiveram ainda presentes elementos da GNR e o Serviço Municipal de Proteção Civil, tal como duas viaturas retroescavadoras do Município e da Fagar. O incêndio acabou por ser dado como dominado perto das 06h00.
O Município de Faro saúda e agradece o esforço e trabalho de grande mérito de todos os meios humanos envolvidos no combate a este incêndio – alguns dos quais tinham já estado destacados para o combate ao fogo que deflagrou na madrugada de segunda feira no concelho de Castro Marim e alastrou até aos concelhos de Vila Real de Santo António e Tavira. A forma pronta e diligente como foi dada a resposta a este incêndio acabou por se revelar essencial para evitar contornos de maior gravidade.
Devido ao elevado risco de incêndio, que levou a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil a decretar o estado de alerta especial de nível vermelho para o distrito de Faro, o Município reforça as recomendações para adequação dos comportamentos e adoção das necessárias medidas de prevenção e precaução na utilização de fogo em espaços rurais, observando as restrições em vigor.
Entre outras, é proibida a realização de queimadas; fazer queima de amontoados; utilizar fogareiros e grelhadores em todo o espaço rural salvo se usados fora das zonas críticas e nos locais devidamente autorizados para o efeito; fumar ou fazer qualquer tipo de lume em espaços florestais; a realização de trabalhos em espaços florestais com recurso a qualquer tipo de maquinaria, com exceção dos associados a situações de combate a incêndios; uso de fogo de artifício; usar motorroçadoras (excepto se possuírem fio de nylon), corta-matos e destroçadores.