Site Autárquico - Câmara Municipal de Faro

Ir para conteúdo

Museu Municipal de Faro celebra centenário de Isolino Vaz

Museu Municipal de Faro celebra centenário de Isolino Vaz

Noticias

"Isolino Vaz. Um Homem Diferente (1922-1992)”, que tem inauguração marcada para sábado, às 17h00, assinala o centenário do artista que ensinou Siza Vieira e Joana Vasconcelos

22 de novembro 2022

Inaugura este sábado, dia 26 de novembro, pelas 17h00, no Museu Municipal de Faro, a exposição “Isolino Vaz. Um Homem Diferente (1922–1992)”, integrada nas comemorações do centenário deste artista.
Construída de modo dialogante, numa parceria entre o Museu Municipal de Faro, a comissão organizadora do centenário e colecionadores particulares, com o apoio da União de Freguesias de Faro, esta exposição oferece uma amostra da personalidade artística e do desenrolar da carreira de Isolino Vaz, artista conotado com o movimento neorrealista português de meados do século XX e que, embora reconhecido e inscrito na história da arte nacional, permanece ainda pouco conhecido do grande público.
Com um percurso dividido entre o ateliê e as salas de aula, Isolino Vaz (Vila Nova de Gaia, 1922 – Lisboa, 1992) formou-se em Pintura na Escola Superior de Belas Artes do Porto (1956) e abraçou uma carreira de artista plástico e professor, contando entre os seus alunos algumas personalidades culturais como o arquiteto Álvaro Siza Vieira ou a artista plástica Joana Vasconcelos.
A Ilha do Farol (no concelho de Faro) converteu-se no refúgio estival do artista desde meados da década de 60, passando aí largas temporadas de profícua criação artística.
A celebração do centenário do artista, de abril de 2022 a abril de 2023, com um conjunto de atividades que decorrem de norte a sul do país, reunindo o apoio e parceria de vários municípios, universidades e associações culturais, constitui uma oportunidade para reavivar a memória do seu percurso plástico e ver, rever ou descobrir obras que se encontram em coleções particulares e que, por isso, raramente podem ser vistas e apreciadas.
Com curadoria de Daniel Santana (Museu Municipal de Faro) e Elsa Vaz (filha do artista), a exposição permite ao visitante descobrir um artista multifacetado através de uma multiplicidade de registos, desde o desenho à pintura, passando pela escultura, cerâmica, gravura, ilustração, entre outras técnicas artísticas. Os anos de formação e de afirmação, a consciência neorrealista e a versatilidade que caracteriza o desempenho artístico de Isolino Vaz são as matrizes temáticas que constroem o discurso da exposição, pontuada a todo o momento por registos de uma das suas práticas prediletas: o retrato.
A designação “Um Homem Diferente” relaciona-se com o artista de claros méritos e notoriedade, mas reservado quanto a circuitos e intuitos do mercado artístico; como também com uma obra eivada de princípios humanistas e solidários, orientada para a melhoria da condição humana, como contraponto necessário à rudeza de uma sociedade injusta e indiferente aos seus males.
“Isolino Vaz. Um Homem Diferente (1922-1992)” estará patente no Museu Municipal de Faro até ao próximo dia 30 de abril de 2023, podendo ser visitada de terça a sexta-feira, das 10h00 às 18h00, e aos sábados e domingos, das 10h30 às 17h00.